Estátua

from by Marcelo Perdido

/

lyrics

Às Vezes eu te vejo e penso em gritar: Estátua! para ver se te congelo nesta pose exata
Tém outras vezes que eu te vejo e penso em pedir: Me abraça! porque a barra anda tão pesada
Quase sempre que eu te vejo
eu penso em sussurrar: Disfarça!
e te pegar pela mão para fugirmos pela escada e te beijar ali mesmo
antes de alcançarmos a calçada
porque querida agora para mim
já não importa nada
Taubaté, talibã, tanta coisa no ecrã
eu avanço e desvio, coragem com frio
diz que não vai sair
Que língua falar? Ne me quitte pas, All by my self feito estátua, estátua, estátua
é tão cruel viver assim você assim perto de mim sem nem imaginar
que a cada respiro teu queima o meu
estopim
e devo logo explodir
sentimento eu te guardo em segredo, sentimento eu te guardo em segredo, sentimento eu te guardo em meu peito como uma estátua

credits

from Bicho, released December 9, 2016

tags

license

about

Marcelo Perdido Lisbon, Portugal

Marcelo Perdido writes songs about young adults, usually lost.

contact / help

Contact Marcelo Perdido

Streaming and
Download help